Primeiros (e grandes) passos.

Uma tradicional marca de alimentos da Unilver, com dezenas de anos de idade, nos contactou para colocar um desafio que nos deixou empolgados: “queremos, pela primeira vez fazer uma inovação na nossa marca. Como não mudamos nada nela nos último 50 anos e o consumidor está adorando mesmo assim, não sabemos o que fazer e para onde seguir”.

Com esse desafio em mãos, nosso primeiro passo foi encontrar com o consumidor e entender todos os pontos de conexão que a marca tem, tanto funcional como emocional, com a vida da consumidora. Quais sentimentos ela tem sobre o produto? O que ela espera dele? Como seria ver ele transformado?

Nesse intenso processo de pesquisa encontramos alguns insights importantes que nos fizeram criar alguns território de inovação. Depois dessa definição, encontramos o time interno da marca e juntos criamos conceitos de extensão de linha que se baseavam diretamente nos insights dos consumidores.
O resultado foi a criação de plataformas de extensões de linhas conectadas com insights emocionais e não a partir de um viés funcional, que é a maneira mais óbvia que as marcas de alimentos inovam.